Camilianos
Notícias da Igreja
 
Igreja Católica vivencia as '24 horas para o Senhor'
Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -
Igreja Católica vivencia as '24 horas para o Senhor'

A Igreja Católica vive nesta sexta-feira, 29, um dia dedicado à oração e ao Sacramento da Reconciliação. A iniciativa “24 horas para o Senhor”, promovida pelo Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização, está em sua sexta edição. No Santuário do Pai das Misericórdias, localizado na sede da Comunidade Canção Nova, em Cachoeira Paulista (SP), já é possível que os fiéis participem das atividades.


 


Segundo o vice-reitor do Santuário do Pai das Misericórdias, padre Márcio José do Prado, a iniciativa “24 horas para o Senhor” foi algo que o Papa Francisco desejou que toda a Igreja vivesse, um tempo de oração pelo mundo, de oração pelos mais necessitados e dentro da Quaresma, um tempo forte de conversão. “Não somente Roma é chamada a viver essas ‘24 horas para o Senhor’, mas todo o mundo. Então as dioceses, as arquidioceses se organizaram para viver isso. A partir de Roma, a mãe de todas as Igrejas, o restante, com seus respectivos bispos, clero e povo de Deus, pararão para rezar, para estar na presença de Deus e também rever a vida”, comentou.



As “24 horas para o Senhor” favorecem, de acordo com o sacerdote, que os cristãos vivam a introspecção, nesse tempo forte de oração que é a Quaresma. De acordo com ele, a iniciativa está entre as tantas outras promovidas nas paróquias nesse tempo, que seria a vivência da Via-Sacra, as atividades da Semana Santa, o sermão das sete palavras, entre muitas outras. “Cada realidade vive a fé e este tempo quaresmal de uma maneira. As ‘24 horas para o Senhor’ também favorece este clima de entrar em si mesmo, examinar-se, olhar para dentro do coração, fazer mudanças externas e depois internas”, refletiu o sacerdote.


 


O tema deste ano, do dia de oração, é a frase do evangelho de João: “Nem eu te condeno (Jo 8, 11)”. Para padre Márcio, a passagem é um apelo à conversão e ao perdão: “Assim como nosso Senhor é um grande perdoador, Ele ensinou isso quando perdoou a mulher adultera, quando apresentada a Ele, e deseja que toda a Igreja também viva a Misericórdia e também seja misericordiosa. O clero e também todo o povo de Deus, os leigos, são chamados a ser extensão da misericórdia de Deus”. “Nem eu te condeno” é para o sacerdote uma provocação que o evangelho faz, que Jesus Cristo faz, para que ninguém condene o próximo, mas para que todos acreditem que a Misericórdia de Deus tem espaço também no coração dos que se arrependem.


 


O Papa, na Carta Apostólica Misericordia et Misera, reafirmou a importância do Sacramento da Reconciliação nesta iniciativa quaresmal: “O sacramento da Reconciliação precisa voltar a ter o seu lugar central na vida cristã (…), uma ocasião propícia pode ser a celebração da iniciativa 24 horas para o Senhor nas proximidades do IV Domingo da Quaresma, que goza já de amplo consenso nas dioceses e continua a ser um forte apelo pastoral para viver intensamente o sacramento da Confissão”.


 


Sobre o incentivo à confissão, padre Márcio retomou o pedido de Francisco: “Buscar o sacramento da reconciliação tem tudo a ver com esse tempo, que é o tempo da Quaresma, tempo de conversão, de refazer os cálculos, de como cada um está em sua caminhada espiritual. Para fazer bem esse balanço é necessária a oração, a reflexão, a contemplação, parar para fazer silêncio, tomar consciência dos erros, dos pecados, para viver bem essas 24 horas para o Senhor”.


 


Para o sacerdote, a iniciativa vivida nesta sexta-feira, 29, pela Igreja no mundo todo é também um preparo para a chegada da Festa da Páscoa. “Dentro da Quaresma, o cristão é chamado à conversão. A busca pelo sacramento da confissão é importantíssimo para que a pessoa possa viver bem a Páscoa do Senhor, se preparando para que a celebraremos em poucos dias e também para a páscoa definitiva para a vida eterna, onde nos encontraremos com o nosso Pai”.


Fonte: Canção Nova

Indique a um amigo
 
Contato
 

Camilianos - Província Camiliana Brasileira


Av. Pompéia, 888 - São Paulo/SP

(11) 3863-2110
 

“Os hospitais são os nossos jardins e as nossas missões”

São Camilo

Copyright © 2019 Camilianos. Todos os direitos reservados.

Camilianos