Camilianos
Notícias da Província
 
18.Mar - Discurso do Santo Padre Francisco aos Religiosos e Religiosas da Família Camiliana Carismática
Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -
Discurso do Santo Padre Francisco aos Religiosos e Religiosas da Família Camiliana Carismática

Queridas irmãs e queridos irmãos,


É com alegria que dou as boas-vindas a todos vocês, representantes das diferentes expressões da Família Camiliana! Saúdo-vos com afeto e agradeço ao Padre Pessini pelas suas palavras. E peço ao Senhor para preservar seu senso de humor: você nunca terá uma úlcera de estômago! Vocês estão constantemente empenhados em uma doação amorosa e generosa aos doentes, realizando uma missão preciosa, na Igreja e na sociedade, ao lado de quem sofre. Quando a doença chega a perturbar e às vezes a transtornar nossas vidas, sentimos a forte necessidade de ter um irmão ou irmã compassivo e competente ao nosso lado, que nos consola, nos apoia e nos ajuda a recuperar o precioso bem da saúde, ou nos acompanha até o final do nosso último encontro com o Senhor!


Toda a Igreja recebeu do seu Mestre e Senhor o mandato para anunciar o Reino de Deus e curar os doentes (cf. Lc 9, 2), em imitação a Ele, Bom Pastor, Bom Samaritano, que passou por esta terra “fazendo o bem e curando todos aqueles que eram prisioneiros do mal" (Prefácio Comum VIII). Mas em particular a São Camilo de Lellis e a todos aqueles que seguem seu exemplo, Deus concedeu o dom de reviver e dar testemunho do amor misericordioso de Cristo pelos enfermos. A Igreja reconheceu-o como autêntico carisma do Espírito. Vocês vivem de maneira exemplar, traduzindo-o em vida, segundo o duplo caminho de ajudar diretamente os doentes, especialmente os mais pobres, em suas necessidades corporais e espirituais, e ensinar aos outros a melhor maneira de servi-los, em benefício da Igreja e humanidade.


Todos os carismas "são dons que o Espírito Santo nos dá [...]. Presentes dados para que não sejam escondidos, mas para partilhar com os outros. Eles não são dados para o benefício daqueles que os recebem, mas para a utilidade do povo de Deus Se, por outro lado, um carisma [...] serve para se afirmar, é duvidoso que este seja um autêntico carisma ou seja fielmente vivido. Os carismas são graças especiais dadas a alguns para fazer o bem a muitos outros "(Catechesi , 6 de novembro de 2013 ). Eles sempre têm um caráter transitivo: são orientados para os outros. Ao longo dos anos, vocês se esforçaram para incorporar fielmente o seu carisma, traduzindo-o numa multiplicidade de obras apostólicas e de serviço pastoral em benefício da humanidade sofredora em todo o mundo.


Na esteira dessa missão, que alguns membros de suas famílias religiosas viveram heroicamente ao se tornarem modelos de santidade, vocês são chamados a continuar seu serviço de maneira profética. Trata-se de olhar para o futuro, aberto a novas formas de apostolado que o Espírito lhe inspira e que os sinais dos tempos e das necessidades do mundo e da Igreja exigem. A grande dádiva que vocês receberam ainda é muito atual e necessária também para esta nosso tempo, porque está fundada na caridade que nunca terminará (cf. 1 Cor 13, 8). Vocês, como parte viva da Igreja, enviada para difundir o Evangelho para que as pessoas "tenham vida e a tenham em abundância" (Jo 10,10), têm a maravilhosa oportunidade de     realiza-lo, através dos gestos de cuidar da vida e salus integral, tão necessárias em nossos tempos.


Do carisma inicialmente suscitado em São Camilo, várias realidades eclesiais se formaram gradualmente, formando hoje uma única constelação, isto é, uma "família carismática" composta de homens e mulheres religiosos, consagrados seculares e fiéis leigos. Nenhuma dessas realidades é o único depositário ou único detentor do carisma, mas cada um o recebe como um presente e o interpreta e atualiza de acordo com sua vocação específica, em diferentes contextos históricos e geográficos. No centro permanece o carisma original, como uma fonte perene de luz e inspiração, que é entendida e incorporada dinamicamente em várias formas. Cada um deles é oferecido a outros num intercâmbio recíproco de dons que enriquecem a todos, para o bem comum e em vista da implementação da mesma missão. Qual seria esta missão? Dar testemunho do amor misericordioso de Cristo pelos doentes em todos os tempos e lugares.


São Camilo de Lellis, que todos reconhecem como "Pai", viveu numa época em que a possibilidade de vida consagrada ativa para as mulheres ainda não havia amadurecido, mas apenas a de um tipo contemplativo e monástico. Ele, portanto, constituiu uma ordem de homens apenas. No entanto, ele entendeu bem que o cuidado com os doentes tinha de ser praticado também com as atitudes típicas da alma feminina, tanto que pedia aos seus religiosos para servir os doentes "com aquele carinho que uma mãe carinhosa geralmente tem por seu único filho enfermo". (Regras da Sociedade dos Servos do Doente1584, XXVII). As duas congregações de mulheres nascidas no século XIX e os institutos seculares nascidos no século passado deram completude à expressão do carisma da misericórdia para com os doentes, enriquecendo-o com as qualidades distintamente femininas de amor e cuidado. Que a Virgem Maria, Saúde dos Enfermos e Mãe das Pessoas Consagradas, os acompanhe e os guie nisto. Dela aprendemos a estar próximos dos que sofrem, com a ternura e dedicação de uma mãe. Eu paro por um momento nesta palavra "ternura". É uma palavra que hoje corre o risco de desaparecer do dicionário! Devemos recuperá-la e implementá-la novamente! Cristianismo sem ternura, não vai! A ternura é uma atitude especificamente cristã; é também a "medula" do nosso encontro com o povo sofredor.


Queridos irmãos e irmãs, encorajo-os a cultivar sempre a comunhão entre vós, no estilo sinodal que propus a toda a Igreja, ouvindo uns aos outros e todos ouvindo o Espírito Santo, valorizando a contribuição que cada realidade única oferece a única Família, de modo a expressar mais plenamente as múltiplas potencialidades que o carisma engloba. Estejam sempre mais conscientes de que "é em comunhão, ainda que esta custe esforço, que se revela um carisma autêntico e misteriosamente fecundo" ( Exortação Apostólica Evangelii Gaudium , 130 ). Em fidelidade à inspiração inicial do Fundador e das Fundadoras, e ouvindo as muitas formas de sofrimento e pobreza da humanidade de hoje, vocês saberão como fazer com que o dom recebido brilhe como uma luz sempre nova; e muitos e muitos jovens de todo o mundo sejam atraídos por ela em se unir a vocês, para continuar a testemunhar a ternura de Deus.


Queridos irmãos e irmãs, peço ao Espírito Santo que apoie esta nova etapa de sua jornada como família carismática camiliana. Abençoo-os calorosamente todos vocês, suas comunidades e as pessoas a quem vocês servem. Todos. E por favor, continuem a orar por mim também. Obrigado.




Fonte: Libreria Editrice Vaticana

Indique a um amigo
 
Contato
 

Camilianos - Província Camiliana Brasileira


Av. Pompéia, 888 - São Paulo/SP

(11) 3863-2110
 

“Que ninguém pretenda entrar no céu sem a recomendação dos doentes e dos pobres”

São Camilo

Copyright © 2019 Camilianos. Todos os direitos reservados.

Camilianos